Mudar de país é realmente a melhor opção para quem busca uma transição de carreira?

Tempo de leitura: 4 minutos

Muitas pessoas acreditam que mudar de país seja a melhor opção para realizar uma transição de carreira, porém existem outras maneiras de obter a satisfação profissional sem precisar ir para o exterior.

Atualmente é comum encontrarmos profissionais que não estejam satisfeitos com seus trabalhos e que queiram trocar de área, porém estes mesmos profissionais sentem medo na maioria das vezes.

O medo surge acompanhado de incertezas perante o mercado de trabalho fazendo com que as pessoas se estagnem em um único setor comercial e desistam de inovar.

A rotina de afazeres e as contas para pagar todo mês contribuem para que os profissionais, por mais que queiram realizar a transição, acabem por se contentar com um emprego insatisfatório.

Como saber se é necessário realizar a transição de carreira?

Para o profissional saber se está na hora de realizar a transição de carreira é preciso atentar-se à alguns sinais físicos e psicológicos que podem indicar que o trabalho não está sendo mais prazeroso.

Analisar questões como satisfação e valorização profissional, ânimo para trabalhar, sentimentos relacionados ao cargo de ocupação, pressão social e afins, contribui para que o indivíduo descubra se é o momento certo de tomar novos rumos.

Muitas vezes o profissional gosta do que faz, mas apenas está cansado fisicamente, nestes casos o aconselhável é tirar férias para depois retornar com as energias revigoradas.

Porém, se mesmo após as férias o indivíduo se sentir cansado e desmotivado é porque chegou o momento de pensar em uma transição.

Como realizar a transição de carreira?

Nem sempre largar o emprego atual e mudar de país é a melhor opção para àqueles que buscam uma transição de carreira, pois muitas vezes a insatisfação não está com o país de origem, mas sim com o cargo executado.

Além disso, é importante levar em consideração que a dinâmica trabalhista em outros países é muito diferente da que encontramos aqui no Brasil.

Cargas horárias, remunerações, adaptações profissionais e exigências são distintas e podem dificultar ainda mais o processo de transição, levando ao fracasso e endividamento.

Por isso existem outras alternativas além da mudança de país que também são satisfatórias, mas em todos os casos é necessário atentar-se a algumas recomendações antes de encontrar novos ares.

  • Estude o mercado de trabalho

O primeiro passo para realizar a transição de carreira é estudar o mercado de trabalho a fim de entender seu atual funcionamento.

É necessário que o profissional escolha uma nova carreira da qual ele gosta e principalmente tenha público ou demanda no mercado financeiro.

Pesquisar quais são as oportunidades que a nova área escolhida oferece e se atualizar sobre como anda a própria demanda de profissionais neste setor é a chave para garantir uma transição segura e tranquila.

  • Tenha uma reserva financeira

A primeira coisa que o profissional deve ter em mente é que ao realizar a transição torna-se possível que seu grau de atuação migre para o nível júnior dentro do mercado de trabalho.

Desta forma é essencial que o indivíduo tenha uma reserva financeira, pois com a transição ele pode exercer uma função menor e consequentemente ganhar menos até se estabelecer no novo setor financeiro.

  • Capacite-se

Para realizar uma transição de carreira segura é essencial que a pessoa se capacite ao máximo para conseguir concorrer com os profissionais já estabelecidos nesta área do mercado.

O conhecimento é o segredo para todos àqueles que desejam erguer-se perante a concorrência, se destacar e conquistar novos cargos no mundo dos negócios.

Desta forma investir em cursos profissionalizantes, pós-graduações e até mesmo em um mestrado ou doutorado fará com que o profissional seja visto mais rápido como nível pleno ou sênior no mercado novamente.

  • Tenha certeza desta decisão

O ponto alto da transição é realmente ter certeza de que essa foi a escolha certa a se fazer e de que o profissional conseguirá trabalhar na nova área de atuação escolhida.

Para isto é preciso que o indivíduo reflita muito bem sobre todas as nuances que envolvem esse processo, principalmente no fato de se ele está disposto realmente a mudar e vai se esforçar para fazer isto dar certo.

O desejo de realizar a transição de carreira acompanha muitos profissionais atualmente, porém este é um processo que exige muita reflexão, conhecimento e amadurecimento por parte deste trabalhador.

Se identificou? Então você vai gostar de ler sobre os obstáculos que todo empreendedor irá enfrentar, assim você saberá desviar ou tirar de letra quando passar por alguma situação semelhante.

Até o próximo!

Marcos Simões
Coach